terça-feira, 7 de junho de 2011

Vudu do Dia – Os Oblíquos da Nicole Scherzinger

Pra quem não sabe, Nicole Scherzinger era uma Pussycat Doll. Sabe aquele grupo que por muito tempo ninguém sabia ao certo quantas integrantes tinha? Então, a Nicole era a do meio. A chefona. A que cantava, sabe? Mas isso é passado. Agora, ela tá aí toda siquerendo, divulgando o CD solo do jeito que dá. Mas quem liga pra música dela? A gente tá aqui pra falar do corpo. A dica de hoje é: escolha uma das fotos a seguir, imprima, recorte e aí começa a diversão! Ou você coloca na porta da geladeira, do lado do imã da pizzaria, ou faz um vudu. Se você acha que não tem motivos pra isso, eu te digo: Ela vai fazer 34 anos no final do mês. Se liga nos oblíquos:
imageimage







E pra quem pensou “Ah! Foto produzida e photoshopada, até eu!”. Aí vão umas fotos dela na praia sem maquiagem. Cuidado pra não socar o monitor muito forte.
image
Comofas? Você pode pedir pra, na próxima vida, nascer havaiana com descendência russa e filipina (o sobrenome é do padrasto alemão). Ou você pode sijogar nas dicas milagrosas de malhação da Nicole:
image“Faça abdominais, sempre  forçando um sorriso. A tensão da face queima muitas calorias!”.
image “Durma em cima de uma bola. Mas tem que ser à beira de um precipício. A tensão de cair e morrer vai fazendo seus músculos trabalharem naturalmente. Não é feitiçaria!”.
image“Mas o meu segredo está mesmo em fazer uma bola flutuar com o poder do pensamento”. 
Especialmente pra vocês, fotos excrusivas do show que eu fui (não pergunte, porque a história fica pior). Pelo que deu pra ver ao vivo, ela não é nada simpática.  
DSC05859Frango no molar. Quem nunca?
 DSC05886“Não preciso ser simpática, sou magra.”
image “Beijunda pra quem sustenta um vestido de látex”. 
Aproveitem pra soltar sua frustração e inveja aí nos comentários, enquanto chupa uma folha de alface ou enquanto come um X-Animal, que ela não liga. Né, Nic?
image“Sua inveja faz minha fama”.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Da Leitora: Carla Vs. A Berinjela

Hoje temos um relato de uma leitora assídua e entusiasta aqui do blog, a Carla de Bona. Como eu esperava, o blog acabou virando uma grande terapia em grupo. O desabafo de hoje, já aviso, é intenso. Se você tem coração fraco e/ou é defensor das causas leguminosas, esse lugar não é pra você. Não hoje. Acaba com ela, Carla!

 

“Não sei como se começa um post no blog do vizinho… Como o salvem esse corpo porque a alma tá perdida! tem toda uma vibe terapia coletiva, vou começar dizendo oi:

"Meu nome é Carla, tenho 26 anos, sou chocólotra compulsiva (lê-se: totalmente descontrolada) e já fiquei 18 dias sem comer um grão de chocolate se quer…(pode me ver aquelas estrelinhas de abstinência aí, pq isso é um recorde histórico!) e estou nessa de tentar salvar o corpo!"

Pois bem, o assunto não é chocolate, é berinjela! Sim, eu invejo as pessoas que comem berinjela e acham deliciosa! Como assim? Onde tem essa berinjela gostosa? No meu mercado não tem não...

Explicando melhor, eu tô toda trabalhada numa vibe de tentar fazer escolhas mais saudáveis. A minha atual batalha é: Vença seu trauma de berinjela, Carla! Tá, mas não dá! Berinjela não tem nada de gostoso, nada! Mas eu sou esforçada, eu busquei ajuda (papo de viciada… rsrsrs) e pessoas me deram diversas receitas com berinjela.

Sabe o que eu percebi? Que todas as receitas que me deram de berinjelas dão uma maquiada na berinjela! Na verdade tentam esconder a pobre coitada. O que me fez concluir o óbvio: berinjela não é bom, definitivamente! E ela só fica boa misturada com outra coisa. Isso só me leva a ter certeza que: berinjela, por si só, não é gostosa não, a gente come pq ela é saudável e toda nutricionista fica orgulhosa quando você come berinjela.Mas não me enganem! Afinal, tomate eu como puro (quando eu era criança eu comia igual a maça #louca) e acho gostoso!

Um amigo meu no facebook (porque esse post nasceu da minha frustação postada no fb em não conseguir achar berinjela gostoso e o marcelo pediu pra eu compartilhar aqui) definiu todo o problema de identidade da berinjela:

Daniel diz: "Como diz um amigo meu, beringela não passa de um legume metido a carne. Isso de quererem fazer à parmeggiana, frita e empanada... falta de respeito com a verdadeira proteína."

Em resumo, a regra é: se for bom puro, vai ficar bom misturado com qualquer coisa (vide o tomate). Se não é bom puro, a gente faz um makeup na fruta/legume/verdura pra conseguir comer porque é saudável e porque fazer dieta e sofrer são sinônimos. Deveria estar no Áurélio!

Só pra fechar, eu não consigo não parar de pensar que o meu trauma de berinjela vem dessa dieta aqui:

1 berinjela pequena, 1 limão inteiro e 1 copo de água, bate tudo no liquidificador coa, toma em jejum e só toma café depois de 30 minutos. Além de emagrecer, o composto berinjela-água-limão ajuda a queimar gordura localizada.

Funciona? Sim, funciona!

Há uns anos atrás eu fiz durante um mês e emagreci 7 kilos (eu fazia academia na época, mas não fazia dieta). Mas o gosto é horrível! Sempre que eu tento comer berinjela, eu lembro da sensação horrível que eu tinha tomando essa gororoba.

Se você decidir fazer isso aí, não escove os dentes antes de tomar esse negócio. Experiência própria! Fica pior ainda! #ficaDica

Ah, eu não sabia que berinjela ou beringela tinha dois jeitos de escrever! :O No fb eu escrevi beringela, dai fui no google procurar essa dieta (que é famosa) e o google disse: "Você quis dizer berinjela", já achei que tinha feito um assassinato no português da berinjela, mas não... tá todo mundo vivo! UFA! Vivendo e aprendendo...

Capítulo berinjela encerrado. Go!”

- Carla de Bona, super designer e blogueira do delicioso Massa Cultural.

Adoro que além do relato, rolou a superdica da dieta da berinjela! É desse tipo de dieta que a gente curte! Parece que quanto mais sofrimento a gente passar, mais a gente merece os benefícios da dieta, né? Taí a dieta do tic tac que não me deixa mentir. Adoro a riqueza de detalhes. Dá quase pra sentir o gosto da gororoba. E adoro saber que o blog dá um suporte pra essas pessoas loucasdadieta não se sentirem sozinhas. Você leu direito. A intenção aqui não é fazer você, leitor, se sentir menos louco. Não tenho nada com a loucura dos outros, não! Mas se a surtada que tá chupando alface, enquanto lê esse texto, se sentir menos sozinha nesse mundo, já estamos felizes! Primeiro de tudo, queridjenha, procure um médico, porque não to muito na vibe de ser responsabilizado pela morte de gente louca. Segundo, é verdade: você não está sozinha. Enquanto o seu efeito sanfona existir, eu vou estar lá pra rir do seu desespero com você!

Se você curtiu o relato e tem algum desabafo a fazer, escreve um e-mail pra gente! Dicas de dietas benlokas também são super bem vindas! salvemessecorpo@gmail.com

sábado, 28 de maio de 2011

De volta ao que interessa

Depois de uma pausa vergonhosa, estou de volta à minha rehab alimentar. Esse tempo sem postar fez toda a diferença. Carrego o peso extra de ter abandonado o blog por alguns meses, e esse peso não é só na consciência. É que eu ganhei alguns quilinhos durante esse tempo. Quilinhos? Cheguei no meu auge. Nunca estive mais fora de forma e mais sedentário! Sou um case de sucesso para o corpo perdido do dia. Não que tenha sido uma grande perda, mas a vergonha é grande: “Oi, meu nome é Marcelo, tenho um blog de dietas (dieta não, reeducação alimentar!) e sou gordo”. Não combina, né? Blog bom de dieta é blog de ex-gordinho! Peço desculpas à você que depende do blog para se manter na linha. Primeiro, pobre de você! Não sou o melhor exemplo de dedicação e disciplina quando o assunto é alimentação. Mas se você quiser companhia prar rir de desespero, tamo junto!

Essa semana, resolvi começar pelo óbvio. Voltei do trabalho à pé pra casa. Não que fosse um grande trajeto. Mas aqueles 20 minutos me fizeram repensar muita coisa da minha vida. Cheguei em casa parecendo que tinha rebocado um caminhão com os dentes até ali. Não estou falando só de cansaço e suor. Uh, delícia! Estou falando de tontura e tremedeira. Sabe aquela sensação gostosa do pré-desmaio? Visão turva, moleza, impressão de que a morte deu um passo na sua direção. Curti essa vibe por algum tempo, não porque estava bom, mas porque eu não tinha forçar pra rastejar até a cozinha pra caçar alguma coisa pra comer. Sobrevivi. No dia seguinte, repeti a aventura de caminhar pelo mesmo trajeto e dessa vez nem morri muito. Talvez estivesse distraído pelo vento frio que cortava a minha cara. Meus esforços estavam concentrados em manter minha temperatura corporal e batimentos cardíacos. Sobrevivi.

A ideia é, aos poucos, ir aumentando o percurso e tirar aquela obrigação de ter um horário/situação ideal para fazer atividade física. Caminhar sem rumo nunca foi muito a minha cara. Andar numa esteira, também não, muito obrigado! O dia que eu acordar morrendo de vontade de me sentir um hamster, vou me lembrar da sugestão.

E respondendo aos pedidos de casamento nos comentários, a minha resposta é não. Desculpa, mas isso é contra os meus princípios. Todo mundo sabe que casamento engorda.

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Corpo perdido do dia #1 – Kelly Clarkson

Esse eu lamento até hoje. Minha querida Kelly Clarkson, dona da minha voz favorita, embarangou. Assim, baranga, baranga, ela não tá. Ela virou uma gordinha ajeitadinha. Mas ela já foi bem delicinha! Em 2001, quando ela participou do American Idol, ela era magrinha. Em 2005, na época da apresentação do VMA ela tava mais saradinha e tava quase virando mais uma loira do pop (aqui embaixo). Ela diz que nunca se sentiu pressionada a ser magra porque ela ganha dinheiro com a voz e os fãs dela nunca deram a mínima pra isso. Tipo “eu posso ser gorda porque tenho talento”. E tem mesmo!  Kelly Clarkson VMA Awards01
Molhada da chuva e toda trabalhada na barriga de fora
kelly_clarksona_300x400clarkson
Mas aí, alguma coisa deu errado.
AmericanIdol-BeforeAfters-KellyClarkson9
Em 2001: “Sou brega, mas tô magra”. Em 2008: “Vou comer esse microfone”.
clarksonthunder4  kelly0511_kelly_clarkson_86881486-1 todacagada
31384PCN_Clarksonkelly-clarkson-cameltoe kelly-clarkson-orem-summerfest
Me identifico.

E pra quem não conhece, aí vai uma amostra do que ela consegue fazer (gordinha)!
Quem precisa ser magro, né?

sábado, 1 de janeiro de 2011

Frase do dia #7

“Calorias são bichinhos minúsculos e inescrupulosos
que à noite ficam no nosso armário cortando e apertando nossas roupas!”
Adriana Falcão

sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Dieta maluca do dia #2 – Dieta do Bife a Cavalo

Pra ficar com o corpinho lindo pro verão, se liga nessa!
A dieta que vai revolucionar o mundo das dietas rápidas. Taí uma dieta que promete ser ligeira!
É a dieta do Bife a Cavalo de uma semana*!
Ela é super prática, porque você cozinha uma vez só na semana e fica livre pra curtir com a família e os amigos! Coisa boa pra você!
Anota aí!
Segunda-feira, você cozinha bife a cavalo. Na quinta-feira, você come o bife a cavalo! E pronto!
Atenção às dicas:
1 - Capricha no ovo!
2 - Deixe fora da geladeira!

Vai bem com maionese e um copo de nescau! Ah! Mas tem que deixar tudo preparado na segunda!
No sábado, você vai estar magralinda, pronta pra curtir a balada dentro da sua calça 34!
O visual Zumbi tá super-si-usando! Se joga na vibe The Walking Dead que é temdemssia!

*A dieta não dura uma semana, mas a ligeira sim.

Obs.: A dieta ainda não foi testada.

Frase do dia #6

“Quantas calorias tem um Engov?”
Apurando a dieta pro Reveillon

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Frase do dia 5#

“Estar na seção de saladas do buffet
não torna o ovo de codorna um legume.”

Eu, vigiando o prato dos outros

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Frase do dia #4

“O que a gente come entre o Natal e o Ano Novo não engorda.
O que engorda mesmo é o que a gente come entre o Ano Novo e o Natal.”

Autor Desconhecido

terça-feira, 28 de dezembro de 2010

Natal não é de Deus

Se eu fosse alguém na noite, não ia curtir a galera sijogando no consumo com a desculpa de que é meu aniversário. Mas esse sou só eu. Talvez Jesus nem ligue, né? Espero que não porque, afinal, o que é o Natal senão a celebração do consumo desenfreado? Principalmente o calórico! Além da galera se matar de comprar os presentes (porque, né, toda uma obrigação social de ser bonzinho com os outros) ainda tem que siacabar comendo.

Ah! E quem não curte misturar doce com salgado, se fode, né? Já repararam? Todos os pratos natalinos tem que ter frutas cristalizadas, pêssego, abacaxi... E, gente, só porque tem frutas em todos os pratos, não quer dizer que é tudo salada.

Missa do galo, que nada! Em breve, teremos a missa do leitão estufado de comida e eu serei o mascote. Beijos.

Frase do dia #3

“Eu faço a dieta da sopa.

Eu como tudo que fica dando sopa na minha frente”

Primo de 12 anos da D.


quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Frase do dia #2

“Eu tenho 70kg,

mas tenho as pernas e os braços finos.

É 1kg pra cada membro e o resto

fica concentrado na barriga.

Sou tipo aqueles boizinhos de batata”

Eu tentando convencer alguém de que a balança não sabe de nada.
images

Dieta maluca do dia #1 – Dieta do TicTac

Desde que esse blog foi ao ar, recebi várias sugestões de dietas pra postar aqui. Desde então, venho colecionando e esperando o momento certo de postá-las. Se você espera por dicas de saúde e bem estar, desculpe, não trabalhamos. Se você gosta de dietas que soam como morte certa, vem comigo!

A sugestão de hoje veio de Curitiba! O Felipe jura que fez e disse que é bem simples. Pega lápis e papel, segura na mão do Santo Expedito e anota tudo:

1 – Acordou, come 1 único TicTac. Apenas 2 calorias e você ainda tem 2 horas de refrescância! Atenção às porções! Não deixe a sua gula colocar tudo a perder!
2 – Almoço, refeição mais reforçada do dia, 3 TicTacs.
3 – Jantar, 2 TicTacs.
4 – Quando sentir que vai desmaiar, durma!

tic tacMas não se preocupe, isso é só durante a semana! Final de semana pode comer outras coisas, afinal, ninguém é de ferro. Ah! Água também é a vontade, mas não abuse!

Depois de 15 dias o Felipe perdeu 8kg e muita saúde. Ele diz que conseguiu ir magrolindo pro casamento do primo dele, embora meio fraco. Mas o que importa é a aparência, né? hahahahaha!

Ele sugere um sabor de TicTac pra cada dia semana, ou ir misturando cereja com menta, laranja com maracuja... Assim não enjoa e você ainda transforma sua dieta numa experiência sensorial.

O final da história é que ele continua gordinho. Pergunta pra ele aqui.

Quem tiver alguma sugestão de dieta absurda, manda aí!

A minha sugestão é a de sempre: Não façam!

Um beijo pra todo mundo que tem problema de autoimagem e acredita em dieta milagrosa! A gente se vê por aqui!


terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Frase do dia #1

“Quero tomar esse remédio proibido

que passou no Fantástico

pra ver se funciona”.

Meu amigo A., no BOB`s enquanto colocava 3 batatas fritas na boca.


Corpo salvo do dia #2

Depois de tantos pedidos nos comentários, com vocês, Kelly Osbourne, a filha fofa do Ozzy que se salvou! Amém, gente! Se ela conseguiu, a gente consegue! Granola nas alturas!
Celebrity_Image_Kelly_Osborne_2317313369791234_6a8b0f9b6e6a00d8341d90b753ef00e54f2122168834-800wi
1266964182_kelly-11266964182_kelly-290 gal_weight_osbourne 27176_20901-kelly-osbourne-skinny-00-480x720 kelly-osbourne-skinny-photoSegura na mão da barra de cereal e vai!

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Corpo salvo do dia #1

Kevin-G-Schmidt-2
Esse é Kevin G. Schmidt, 22 anos (um ano mais novo que eu) e meu mais novo ídolo. Provavelmente você conhece mas não está reconhecendo, porque antes de ser galã da Disney, ele era nada mais, nada menos, que o gordinho do filme “Doze é demais” e do “Efeito borboleta”. Sério!
Kevin-G-Schmidt-3
Quem via ele assim, não imaginava que ainda tinha salvação, né? Só restava rezar e torcer pra ter sempre um papel de gordinho nos filmes pra ele ter trabalho quando crescesse, né?
Kevin-G-Schmidt
Essa foto é de 2003, quando ele era só um gordinho fazendo gordice.
Kevin-G-Schmidt-Kimberly Wyatt
Em 2010, ele tá a cara do sucesso, namorando a Kimberly Wyatt, nada mais, nada menos, que uma Pussycat Doll.
Você, gordinho, que lê blog de dietas (ou tem um), ainda tem salvação! Amém!

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Quantas calorias vale a sua vida?

Eu sobrevivi. Pouca gente se importou ou sequer notou que eu tinha sumido. *momento emo*
Outros, me cobraram agressivamente postagens aqui no blog.
A minha desculpa era a mesma de sempre. A verdade é que eu tive vergonha de voltar. Tive mesmo! Ah! Foi um pouco de falta de tempo, também.
Durante esse tempo todo que passou, eu pensava em como dar essa notícia, tão difícil sobre a minha tentativa fracassada de criar material pro blog. Aí vai:

Fui derrotado pela maldita dieta do arroz! Pronto, falei!

Sério, não façam a dieta do arroz! Não arrisquem a sua vida, nem sua sanidade mental numa loucura dessas! A vida (de algumas pessoas) vale mais do que isso!
Durei menos de 24 horas na tortura mental e física. Depois de 4 refeições (arroz integral puro) e muitos goles torturantes de ban-chá, eu desisti. Na verdade, foi um dos meus raros momentos de autopreservação. Depois de jantar minha última porção, eu estava me sentindo fraco e meio tonto (galera das drogas, super recomendo o jejum). Podem achar que sou só eu sendo a pessoa dramática de sempre, mas eu acho que eu tremia quando eu disse:

“Eu comi almoço no meu arroz”

Qualquer pessoa com um resquício de razão saberia que essa era a hora de parar. Parei. O que você faria nessa situação? Eu corri pro Bob’s e me atraquei num trio delicioso. Não me condenem! Foi uma atitude desesperada, mas eu ainda consegui fazer uma boa escolha no final das contas: Bob’s Crispy! 



Ah! Tem salada e frango, porque eu me cuido, lógico. Foram as 1129 calorias mais necessárias da minha vida. Questão de sobrevivência!
A quem eu estou enganando? Preciso confessar: No dia anterior ao início da dieta eu me joguei numa pizza enorme. ENORME. #bichoempalhadofeelings
Depois desse #fail do século, estou eu aqui me arrependendo dos meus pecados e pronto pra salvar esse corpo!
A boa notícia: cortei o álcool da minha dieta. Uma grande perda pro mundo do fiasco e pro monstro da obesidade que insiste em me assombrar.
Ponto positivo pra mim. Ponto negativo pra minha vida social.

terça-feira, 19 de outubro de 2010

A dieta do Arroz - 1º dia

Eu sei que o blog anda meio parado e eu decidi que pra aumentar minha produtividade por aqui, eu precisava de um incentivo. Nada como o bom e velho sofrimento.
Por isso, hoje, eu comecei a temida DIETA DO ARROZ. Ela dura 10 dias e promete desintoxicar, limpar o organismo e dizem que dá pra perder uns 4 kg. Não que eu precise. Além disso, por reduzir a quantidade de sal, diminui também a retenção de líquidos. Amém!
O cardápio é bem variado: Arroz integral com arroz integral e ban-chá (chá verde torrado). Pra não enjoar, a gente pode acrescentar no arroz integral um pouco de arroz integral. Fica ótimo!
Eu sei, vai ser bem difícil. Não só pela variedade do cardápio, mas pela maldita pressão social. Primeiro que, em casa, eu estou fazendo a dieta escondido. No trabalho, a galera sabe e a dieta do arroz dividiu opiniões. Alguns são totalmente contra e outros são a favor e estão dando o maior apoio, torcendo pra dar certo na cobaia aqui, pra eles poderem fazer também.Tipos que quem tem que decidir sou eu, mas as pessoas meio que esquecem disso.
Ao contrário do que muitos pensam, eu não vou morrer. 
Primeiro porque o arroz integral é rico em nutrientes, fibras (que ajudam o sistema digestivo tipos Activia) e, pasmem, proteína. Churrasco pra quê?
Dizem por aí que o ban-chá acelera o metabolismo, reduz as taxas de colesterol no sangue, desintoxica e facilita a digestão.
Outra informação importante, meu pai que é meio zen, cheio das filosofias japonesas, faixa preta em Aikidô, já fez a dieta pelo menos três vezes, tá aí vivão e só fala bem da dieta. Não pode fazer com menos de seis meses de intervalo. O ideal é um ano. Eu pretendo fazer com o intervalo de uma vida. Na próxima, tamo aí na dieta do arroz de novo.
Comecei há poucas horas e já estou meio surtado. O blog promete.
Vamos agora ao meu primeiro gole de ban-chá...



Como eu tinha imaginado, tem gosto de aborto. Mas acho que eu acostumo, né? Tenho 10 dias pra fazer o ban-chá virar minha bebida favorita.
Além disso, o arroz integral sozinho não desce com a mesma facilidade que um Big Tasty.
Me abraça!
É muito sacrifício, mas é o que eu sempre digo:

Cada um tem o abdomem que merece.

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Armadilhas da dieta: Distração e Álcool

O hábito é uma coisa triste! Acostumar-se aos maus hábitos é coisa do demo! Ele te faz cair nas armadilhas da distração. Por exemplo:
Lá estou eu, num jantar de formatura, colocando horrores de salada no prato pra não deixar espaço pras coisas boas, tomando a minha coca-cola... O QUÊ? O que eu tô fazendo tomando uma coca-cola? Eu parei de tomar! Ai, meu Deus! O blog!

E foi assim: Quando eu vi, já foi!

Foi nesse momento que a minha descida ao mundo do pecado recomeçou. Com direito a docinhos e tudo. Se eu bebi? Lógico que eu bebi! Eu nunca disse nada sobre bebida! Um dia desses, me criticaram por beber, acredita?

“De que adianta deixar de comer doce, se depois você bebe ÁLCOOL?”

O que tem a ver uma coisa com a outra? Tá, eu sei! Eu estudei! Bebidas alcoólicas TÊM calorias. Não é justo, eu sei. Por isso que eu finjo que não sei!

Um copo de cerveja tem mais ou menos 100 Kcal, uma taça de champanhe tem umas 85 Kcal, uma dose de tequila tem 108 Kcal, uma dose de whisky tem umas 240 Kcal, uma lata de energético tem em torno de 110 Kcal e eu ingeri algo em torno de 2200 Kcal só em bebidas. Só nessa formatura! Ô, desespero! Já reparou que eu misturo bebida, né? Mas isso é BEEEEM coisa de amador mesmo.

Se o problema fosse só esse... Mas ainda tem a exceção que eu criei pra mim depois desse post: Em caso de ressaca, a coca-cola passa a ser permitida. Bem coisa de amador.

Mas é agora que eu morro de vergonha alheia de mim mesmo. Nesse sábado, fui testemunha de um casamento. Casamento, por mais imaculado, sagrado, celestial, divino, que seja, NÃO-É-DE-DEUS! É caloria demais, minha gente! Nesse, em especial, rolou brinde de tequila (uma dose BEEEEM generosa) com os noivos. Achei a ideia muito inteligente! Os noivos queriam dar vexame, mas sem deixar testemunhas. Hahaha! Pegou?
Preciso dizer que o meu saldo foi bem desastroso? Tanto em termos calóricos quanto em termos de dignidade. Mas, como perder a dignidade não engorda, eu nem ligo. Tequila, jantar, whisky com energético, docinhos, cerveja. Lógico que não comi bolo. Bolo engorda, todo mundo sabe. Quantas calorias eu ingeri? MANEMORTO que eu vou calcular! Primeiro que isso é coisa de gente louca. Segundo que eu sou mais feliz sem saber. Bem que dizem que a ignorância é uma dádiva!


Achou muito pra um dia? Então senta. Naquelas de chegar bêbado em casa, ainda me joguei numa torta de ouro branco que ficou me esperando na geladeira e que, JURO, eu não pretendia comer.
Tá no inferno, dorme de conchinha com o diabo!